sábado, 10 de julho de 2010

Anima Mundi 2010



18º ANIMA MUNDI REFLETE A MAIORIDADE DO MERCADO DE ANIMAÇÃO NACIONAL

Evento reúne 452 filmes, oficinas gratuitas e debates

entre 16 de julho e 1 de agosto, no Rio e em São Paulo

Ao completar 18 anos, pode-se dizer que o Anima Mundi chega à maioridade comemorando a expansão do mercado brasileiro de animação. As mais de 300 inscrições de filmes brasileiros este ano, os longas em produção e as séries para a TV em pleno desenvolvimento podem atestar a efervescência do setor. Responsável direto por toda esta revolução na área, oAnima Mundi - criado em 1993 pelos animadores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães - deixou de ser apenas uma vitrine de exibição de curtas e longas-metragens para se tornar uma verdadeira plataforma de difusão, debate e fomento ao setor no país.

Um dos três maiores eventos de animação do mundo e o maior do hemisfério sul, o Anima Mundi já exibiu 5.927 filmes e levou quase 1 milhão de espectadores às salas de cinema, oficinas, debates e workshops que promoveu. A longevidade do festival é garantida pelo patrocínio da Petrobras, parceira do evento há 13 anos, e também pelo Banco do Brasil e aOi.

O Anima Mundi 2010 acontece de 16 a 25 de julho no Rio de Janeiro (Centro Cultural Banco do Brasil, Casa França-Brasil, Centro Cultural Correios, Praça Animada, Odeon BR, Oi Futuro (Ipanema e Flamengo) e Arteplex) e de 28 de julho a 1 de agosto em São Paulo, no Memorial da América Latina e no CCBB-SP. Para esta edição, os diretores receberam mais de1500 inscrições e selecionaram 452 filmes, de lugares como França, Alemanha, Austrália, Israel, Polônia, Argentina, Taiwan, Letônia, Coréia do Sul, Finlândia, Rússia, Singapura e China, além da estreante República da Macedônia. O país com maior número de obras é oBrasil, com 108 títulos.

No festival, enquanto crianças e adultos aprendem os primeiros passos de variadas técnicas de animação (stop-motion, desenho, pixilation, película) nas concorridas oficinas gratuitas, os animadores profissionais vão se reunir para a quinta edição do Anima Forum. Ao todo, serão quatro mesas de debate - entre 20 e 23 de julho, no Rio de Janeiro - com temas como séries para a televisão, o treinamento de animadores e a produção em 3D no Brasil.

Os pioneiros e hoje tradicionais concursos online Anima Web e Anima Celular estão agora unificados em um só. O Anima Mundi Web & Cel tem duas categorias este ano: 'Tema geral' e '18 anos'. O artista escolhido para assinar o cartaz, a logo e toda a programação visual desta edição é o animador brasileiro Alê Abreu, presença constante no Anima Mundi, onde também lançou seu primeiro longa-metragem, 'O Garoto Cósmico', em 2007.

'Bob Esponja', 'A Noiva Cadáver' e 'Tyger'

A edição 2010 do Anima Mundi vai trazer ao Brasil Stephen Hillenburg, criador do personagem-fenômeno Bob Esponja, exibido em dezenas de países e responsável por movimentar milhões de dólares com direitos e licenciamentos mundo afora. Ele contará um pouco da história da animação - criada de forma despretensiosa por ele, um ex-professor de Biologia Marinha - e exibirá vídeos exclusivos do personagem.

Além de apresentar um Papo Animado - onde mostrará parte de sua obra e responderá a perguntas dos fãs -, Hillenburg é também o convidado de honra do V Anima Forum.

A cada edição, o Anima Forum vem ampliando seu espectro de discussão. Este ano, serão debatidas propostas para a formação de profissionais brasileiros, a produção de animação em 3D estereoscópio e o ensino em algumas das melhores escolas internacionais.

Além destes painéis e palestras, três Master Classes inauguram um formato inédito no festival, com aulas de profissionais conhecidos internacionalmente, todas abertas ao público pagante. Para inscrições e informações, os interessados devem acessar:http://www.animamundi.com.br/pt/forum.

Jordi Grangel, co-diretor do estúdio Grangel, em Barcelona, dará uma Master Class sobre a criação de personagens, adereços, figurinos, cenários e esculturas de um de seus trabalhos mais celebrados, o longa 'A Noiva Cadáver', dirigido pelo americano Tim Burton. O técnico de som canadense Andy Malcom vem dividir com o público brasileiro as suas quatro décadas de experiência. Em uma apresentação interativa, ele vai convidar a plateia a participar do processo de criação de sons para uma animação.

O brasileiro Guilherme Marcondes, diretor do bem-sucedido 'Tyger', sucesso na edição 2006 do festival, completa a trinca de 'professores' da Master Class. Além deste encontro,Guilherme dará uma Papo Animado, em que exibirá parte de sua produção e responderá a perguntas do público.

África do Sul, Escolas de animação, Cordell Barker e Daniel Greaves

Dois premiados animadores internacionais completam a lista de convidados especiais para osPapos Animados deste ano. O inglês Daniel Greaves, dono de um Oscar e de um Cartoon D'Or em Cannes, se consagrou pela mistura de variadas técnicas em filmes como 'Manipulation' (1992) e 'Flatworld' (1997). Já o canadense Cordell Barker também acumula dezenas de prêmios e vai exibir seu mais novo filme, 'Runaway' (2009), laureado recentemente nos festivais de Cannes e Annecy. Como é de praxe, eles vão falar sobre suas trajetórias e terão direito a uma sessão com retrospectiva de sua obra.

Outra sessão especial que promete chamar a atenção é a Mostra África do Sul, um panorama do pouco conhecido cinema de animação do país. Ao todo, serão 28 filmes de técnicas e gêneros variados, incluindo documentários, filmes experimentais e os de narrativa mais convencional. Entre os diretores, se destacam nomes como Willian Kentridge ('History of the main complaint') e Brent Dawes ('Because you're gorgeous').

Tópico de discussão no V Anima Forum, algumas das melhores escolas de animação do mundo também estarão presentes com a Mostra Escolas de Animação. A americanaCalArts (California Institute of the Arts), fundada por Walt Disney, a francesa Gobelins e a argentina UBA (Universidad de Buenos Aires) ganharão uma retrospectiva de seus melhores trabalhos. Representantes das três escolas vão compor uma das mesas do Anima Forumpara explicar um pouco de seu funcionamento.

A Mostra da CalArts, por exemplo, traz os primeiros filmes que diretores hoje consagrados na indústria fizeram quando estudavam na escola - entre eles John Lasseter ('Toy Story'), Eric Darnell ('Madagascar') e Henri Selick ('O Estranho Mundo de Jack' e 'Coraline').

'Meu Malvado Favorito', Oficina de Grafite, 18 filmes

No embalo do debate sobre a produção em 3D estereoscópio, o festival promove a pré-estreia nacional de 'Meu Malvado Favorito', primeiro longa de um grande estúdio americano inteiramente animado na França. Dirigido por Pierre Coffin e Chris Renaud, o filme terá uma cópia dublada exibida nas salas 3D Arteplex (Rio e São Paulo).

Sempre procurando inovação, o Anima Mundi convidou o Estúdio Mamemu para fazer demonstrações com animação de grafite e sticker animation, no Oi Futuro do Flamengo. O público poderá interagir no cenário grafitado, onde será feita uma oficina especial de pixilation. No CCBB, também acontecem novidades na oficina de pixilation: cenas de animação serão projetadas no cenário, em composição com o movimento feito pelos participantes. Ideia bem-sucedida nas últimas duas edições do evento, a Galeria Animada está de volta - desta vez no Centro Cultural Correios - para exibir filmes experimentais e inovadores. Ainda para celebrar seus 18 anos, o Anima Mundi promoveu em seu site (www.animamundi.com.br) uma enquete para eleger os melhores filmes já exibidos na história do evento, na opinião dos espectadores. Os vencedores estão também em uma sessão especial, com direito a curtas assinados por Alexander Petrov ('O Velho e o Mar'),Bill Plympton ('Guide Dog'), Andréas Hykade ('Rings of Fire'), Cordell Barker ('The Cat came back') e Juan Pablo Zaramella ('Lapsus').

Texto retirado: http://www.animamundi.com.br/pt/festival/imprensa/press-release:464.html

Nenhum comentário: