quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Post de Natal!

Há algum tempo não "posto" nada, e algum tempo não lia nada do Rubem Alves, hoje não sei por que cargas d'água fui procurar textos dele na internet achei varios, todos maravilhos, pois Rubem Alves é Rubem Alves... mas um me deixou pensativo o nome do texto é "Comemorar, Recordar", vou posta-ló como ultimo post do ano de 2010 e além disso um post de Natal.

Comemorar, Recordar (Rubem Alves)

É preciso preparar a alma com antecedência para o evento. O tempo da "comemoração" se aproxima. Comemorar quer dizer "trazer de novo à memória". Para quê? Para que se cumpra o ditado popular que diz "recordar é viver". Dentre todos os seres vivos os seres humanos são os únicos que se alimentam do passado. Eles comem aquilo que já deixou de existir.

Proust deu o nome de "Em Busca do Tempo Perdido" à sua obra clássica. Se está perdido irremediavelmente no passado, por que se entregar à tarefa inútil de procurá-lo?

Por fora, no mundo cotidiano do trabalho, estamos em busca de coisas novas. Mas a alma, nas penumbras em que mora, vive à procura de coisas velhas. Alma é saudade. Saudade é a inclinação da alma na direção das coisas amadas que se perderam. Foram perdidas e, a despeito disso, continuam presentes como dor: "...Que a saudade dói latejada, é assim como uma fisgada no membro que já perdi..." Saudade é a presença de uma ausência.

Para a saudade não existe cura. Tudo o que podemos dar a ela como consolo é inútil. Por isso, Fernando Pessoa escreveu: "Mas por mais rosas e lírios que me dês, eu nunca acharei que a vida é bastante. Faltar-me-á sempre qualquer coisa, sobrar-me-á sempre de que desejar..." A alma é como um queijo suíço, toda cheia de buracos que doem no seu vazio...

Há um esquecer que é uma felicidade. É como mar que limpa e alisa a areia que os humanos haviam pisado na véspera sem pedir desculpas. Já tive essa estranha sensação bem cedo na praia diante da areia lisa, um sentimento de culpa por machucá-la com meus pés... O esquecimento alisa a areia. Tudo fica puro, como se fosse a primeira vez. Isso, do lado de fora. Mas lá no fundo, onde mora a saudade, não há esquecimento. Porque lá só moram as coisas que foram amadas. E o amor não suporta o esquecimento. "Aquilo que a memória ama fica eterno", escreveu a Adélia.

Há a estória daquele homem dilacerado pela dor da saudade de sua amada que morrera. Em desespero, dirigiu-se aos deuses pedindo que a devolvessem. "A morte é mais forte que nós", responderam os deuses. "Não podemos devolver o que a morte levou. Mas podemos pôr um fim ao seu sofrimento. Podemos fazê-lo esquecer a sua amada. Podemos curá-lo da saudade..." Horrorizado o homem respondeu: "Não, mil vezes não! Pois é o meu sofrimento que a mantém viva junto de mim!"

Palavra boa para dizer isso, parente de "comemorar", é "re-cordar". Pus o hífen de propósito para destacar o "cordar", que vem do latim "cor", que quer dizer "coração". Há memórias que moram na cabeça, muito úteis. Se nos esquecemos delas, cuidado! Pode ser Alzheimer se anunciando! Essas memórias não doem, são informações que levamos no bolso, ferramentas. Mas há outras memórias que moram no coração, são parte da gente. O Chico sabia e escreveu: "Oh pedaço arrancado de mim..."

Já estou preparando a minha alma para o evento. O Natal vai fisgar o membro que já perdi. Perdi a minha infância. Gostaria mesmo era de ir para um mosteiro, longe de comilanças, presentes e risos. Num mosteiro eu poderia experimentar a bem-aventurança na alma que Fernando Pessoa descreveu como a alegria de não precisar de estar alegre... Eu gosto da minha tristeza natalina. Ela é verdadeira. Sou como aquele apaixonado que não queria ser curado da saudade...

RUBEM ALVES

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

José e Pilar

Filme: José e Pilar

Diretor: Miguel Gonçalves Mendes



Talvez a história de amor mais supreendente que já vi no cinema, assisti ontem José e Pilar, documentario que conta de forma intíma o período que Saramago estava escrevendo A Viagem do Elefante, o filme se passa entre 2006 a 2008, mostra que mesmo aos 83 anos, Saramago sempre com sua agenda cheia, mesmo não querendo ir a maioria dos eventos, vai e sempre responde as perguntas dos jornalistas com sinceridade, jornalista que as vezes eu tive a sensação de que não sabiam nada de Saramago, umas perguntas sem contexto, mas tudo bem ele sempre se saia muito bem em sua resposta. Mas o documentario acima de tudo conta uma historia de amor entre Jose e Pilar, Pilar que como ele mesmo diz, “Pilar, que sempre foi meu pilar”, é a pessoa que sempre esta ao seu lado, vemos e sentimos o amor que existe entre eles, expressado em olhares, toques e gestos, é uma admiração compartilhada entre os dois e que Miguel Gonçalves Mendes, esta compartilhando com todos. É dificil escrever sobre Saramago, aquele que todos conhecem como “o que não acredita em Deus”, ele sempre disse isso em alto e bom som, mas após o documentario acabar, eu cheguei a conclusão, talvez realmente ele não acredite em Deus, mas Deus acredita nele, não estou cometendo heresia, apenas digo o que presenciei, pois um homem que expressa verdadeiramente o amor que sente por sua mulher e pela vida, com certeza tem um pouco de Deus nele e muito, muito mesmo em Pilar, umas das frases em que fiquei mais emocionado é umas das primeiras entrevistas dele após sair do hospital, o filme conta o período que ficou quase 2 meses internado, onde ele diz: “Agradeço a Pilar, por não ter me deixado morrer” e em outro momento perguntam a ele o que mais queria, ele responde: “Tempo. Tempo e vida... mais tempo para continuar o que faço e continuar com minha mulher”. Quase não estou falando sobre o documentari em si, mas o documentario mostra este homem que estou descrevendo, e esta mulher pilar deste homem. Homem que não acredita em Deus, mas homem que acredita no amor, homem que não tem medo da morte, mas que valoriza a vida.

Se quisesse ficaria escrevendo linhas e linhas, sobre Jose e Pilar, mas só peço que se possivel assistam. Sei que falei muito do José e pocuo da Pilar, mas é muito mais dificil falar sobre, por que após o filme mais que certeza sem ela não existiria José, por isso quando acabou o filme pensei devia se chamar “Pilar e José”.

Encerro aqui e depois de ter admirado este filme, vejo tudo de uma outra forma.


“tudo pode ser contado doutra maneira" – José Saramago (1922-2010)


Site oficial: http://www.joseepilar.com/




terça-feira, 12 de outubro de 2010

Os Fantasmas de Scrooge

Filme: Os Fantasmas de Scrooge

Diretor: Robert Zemeckis

Quero ver de novo, esta é a sensação que você sai do cinema após assistir esta animação, faz você refletir sobre seus atos, e sua vontade de ver novamente é para ver se aprendemos algo a mais com os fantasmas dos Natais, Passado, Presente e Futuro, diálogos sensacionais, que te deixam querendo ter um controle remoto para voltar e ouvir de novo, aconselho a todos assistirem, e as crianças somente quando tiverem certa idade, maturidade, para compreender certas coisas, pois a animação trata de escolhas, modo de vida, então certas coisas para crianças de menos idade pode ser meio complicado de entender e acabarem não gostando e nunca mais assistirem.

É mais um filme que tem muito a nos ensinar.


Hasta luego! Buena película!


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Retalhos


Terminei ontem de ler "Retalhos" de Craig Thompson, e a muito tempo não terminava de ler algo e quisesse que não tivesse acabado que continuasse, saber como os personagens estão hoje.

É uma história em quadrinho autobiografica que conta sua infância até ir para faculdade, durante esta fase ele se depara com dificuldades e prazes da vida, como ser o excluido na escola, ter dúvidas sobre o que a Bíblia diz, mas tem fé em Deus e com isso se sente culpado por duvidar do que esta escrito no Livro Sagrado, contradições da vida, e claro conta quando ele conhece um amor e este amor o ajuda a ver o mundo com os olhos novamente, não só o mundo, mas tudo que ele é e acredita.

Muito dificil escrever sobre esta história pois fiquei muito encantado com ela e quando possivel vou ler novamente, são aquelas histórias onde nós rimos, choramos e torcemos junto com o personagem.

E antes de mais nada, uma história da vida.

Quem tiver interesse pesquise na internet sobre a HQ "Retalhos" de Craig Thompson.
Este é o blog dele: http://blog.dootdootgarden.com/

Sempre bom ler boas histórias.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Salve o Belas Artes: Tudo Pode Dar Certo


Um dos melhores cinemas de São Paulo, onde podemos ver os melhores filmes estrangeiros e nacionais, porem o Belas Artes esta sem patrocinador desde do dia 31 de março, quando o banco HSBC encerrou o contrato. Então o Belas Artes esta com a campanha: "Salve o Belas Artes: Tudo Pode Dar Certo", onde quanto mais pessoas divulgarem, seguirem no Twitter @belasartescine
seguirem o blog http://patrocineocinemabelasartes.blogspot.com , divulgar em seus blogs, twitters, orkut, facebook. etc... o quanto gostam do Belas Artes, mostrando as empresas que o publico aprova o cinema e a cultura e que o fechamento deste cinema será uma grande perda, não só Sâo Paulo e sim para cultura.

Fica minha divulgação da campanha!!!

Sigam o @belasartescine

Campanha para salvar o @belasartescinehttp://migre.me/N2oV #salvemobelasartes

Segue link do site do cinema: http://www.pandorafilmes.com.br/6_0_pandora_belasartes.asp



segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Inception

Apenas uma coisa: QUERO VER NOVAMENTE!



Em breve postarei sobre o filme, acontece que no momento foi muita informação ao mesmo tempo.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Sempre aprender um pouco mais

(cena de "Historia Sem Fim - O Filme")

"...a Porta do Grande Enigma..., ...as duas esfinges. Essa porta está sempre aberta... O que é lógico. Não tem batentes. Apesar disso, ninguém pode passar para o outro lado, a menos que..., as esfinges fechem os olhos. E sabe por quê? Porque o olhar de uma esfinge é totalmente diferente do olhar de qualquer outro ser. Nós e todos os outros seres olhamos para alguma coisa. Vemos o mundo. Mas uma esfinge não vê nada: em certo sentido, é cega. Em contrapartida, seus olhos transmitem algo. E o que seu olhar transmite? Todos os enigmas do mundo. Por isso, as duas esfinges estão sempre a olhar uma para a outra. Porque só uma esfinge pode suportar o olhar de outra esfinge. E agora imagine o que será de uma pessoa que se atreva a interferir na troca de olhares entre ambas! Fica ali, petrificada, e não poderá mover-se antes de ter decifrado todos os enigmas do mundo."
(Trecho de "História Sem Fim")


"isso de querer
ser exatamente aquilo
que a gente é
ainda vai
nos levar além"

(Paulo Leminsk)

domingo, 1 de agosto de 2010

Mais um: Zack Snyder

Close your eyes, open your mind

Depois de 300 e Watchmen o que esperar do próximo filme de Zack Snyder, Sucker Punch, conta a historia de Baby doll uma garota que é internada em um manicômio por seu padrasto, quando ele descobre que ela é a única herdeira da fortuna de sua mãe, Baby Doll descobre que tem 5 dias antes que façam lobotomia e seu padrasto se torne seu responsável e fique com a fortuna, para escapar do manicômio ela cria um mundo paralelo em sua mente e tem que completar missões para conseguir fugir, e terá ajuda de algumas amigas... Segue 1º trailer, visualmente falando não deixará a desejar, assim como os outros, teremos que esperar ate abril de 2011, para termos mais uma experiência visual dos filmes do Zack Snyder.



Site oficial: http://suckerpunchmovie.warnerbros.com


quinta-feira, 29 de julho de 2010

Anima Mundi quase 20 años

Fui ontem, se tivesse tempo iria todos os dias,

Ontem vi a sessão de Curtas 12, das 8 animações uma me supreendeu, uma animação Cubana chamada 20 años, que conta a historia de um casal que vive 20 anos juntos, e 20 anos que a esposa convive com a indiferença e o abuso de seu marido, aqui no Brasil diriamos que ela era uma "Amélia de verdade", mas diante de todo este abuso ela vai tentar reconquistar seu marido de uma forma totalmente inesperada, Espero que saia em DVD Anima Mundi logo. Esta animação esta concorrendo ao Festival foi uma das animações nesta sessão mais aplaudidas, lembrando que é uma animação sem dialogo só trilha sonora, imagem e som se completam.

http://www.animamundi.com.br/pt/festival/programacao_detalhe_sessao.php/174

20 años
Dur.: 00:14:42
Diretor: Bábaro Joel Ortiz
Cuba/2010


Segue o catalogo online do Festival:

quarta-feira, 14 de julho de 2010

PAULÍNIA FESTIVAL DE CINEMA - 2010

Começa nesta quinta-feira o Festival de Cinema 2010 em Paulinia, atualmente uma das maiores premiações de cinema brasileiro. Nesta edição teremos a homenagem ao cineasta Hector Babenco: http://www.culturapaulinia.com.br/homenagem_festival.php

Confiram todas as informações no site:

http://www.culturapaulinia.com.br/index.php



Programação:

quinta-feira, dia 15 de julho


20:00:
Cerimônia de Abertura: O Beijo da Mulher Aranha, de Hector Babenco

________________________________________


sexta-feira, dia 16 de julho


14:30:
Debate: Debate Filme Paulínia - políticas públicas para o cinema brasileiro
16:00:
Mostra Paralela: Pixote in Memorian, de Felipe Briso e Gilberto Topczewski
18:00:
Curta Regional: Só não tem quem não quer, de Hidalgo Romero
18:30:
Documentário: Leite e Ferro, de Claudia Priscila
20:00:
Especial: Cel.U.Cine
20:30:
Curta Nacional: Tempestade, de Cesar Cabral
21:00:
Ficção: As Doze Estrelas, de Luiz Alberto Pereira

________________________________________


sábado, dia 17 de julho


14:00:
Infantil: Eu e Meu Guarda Chuva, de Toni Vanzolini
14:30:
Debate: Encontro da Crítica
16:00:
Mostra Paralela: Coração Iluminado, de Hector Babenco
18:00:
Curta Regional: Nicolau e as Árvores, de Lucas Hungria
18:30:
Documentário: São Paulo Cia de Dança, de Evaldo Mocarzel
20:30:
Curta Nacional: Estação, de Márcia Faria
21:00:
Ficção: 5 Vezes Favela, Agora por Nós Mesmos, de Manaira Carneiro, Wagner Novais, Rodrigo Felha, Cacau Amaral, Luciano Vidigal, Cadu Barcellos, Luciana Bezerra

________________________________________


domingo, dia 18 de julho


14:00:
Infantil: Gui, Estopa e a Natureza, de Mariana Caltabiano
14:30:
Debate: Palestra sobre Cidadania e Cinema
16:00:
Mostra Paralela: É Proibido Fumar, de Anna Muylaert
18:00:
Curta Regional: Meu Avô e Eu, de Cauê Nunes
18:30:
Documentário: As Cartas Psicografadas por Chico Xavier, de Cristiana Grumbach
20:30:
Curta Nacional: Eu Não Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro
21:00:
Ficção: Desenrola, de Rosane Svartman

________________________________________


segunda-feira, dia 19 de julho


16:00:
Mostra Paralela: Chico Xavier - O filme, de Daniel Filho
18:00:
Curta Regional: Um Lugar Comum, de Jonas Brandão
18:30:
Documentário: Uma Noite em 67, de Renato Terra e Ricardo Calil
20:30:
Curta Nacional: 1:21, de Adriana Câmara
21:00:
Ficção: Dores & Amores, de Ricardo Pinto e Silva

________________________________________


terça-feira, dia 20 de julho


16:00:
Mostra Paralela: Salve Geral, de Sérgio Rezende
18:00:
Curta Regional: Depois do Almoço, de Rodrigo Diaz Diaz
18:30:
Documentário: Programa Casé, de Estevão Ciavatta
20:30:
Curta Nacional: Quem vai comer a minha mulher? (Who's Gonna F... my Wife?), de Rodrigo Bittencourt
21:00:
Ficção: Malu de Bicicleta, de Flávio Tambellini

________________________________________


quarta-feira, dia 21 de julho


16:00:
Mostra Paralela: Cabeça a prêmio, de Marco Ricca
18:00:
Curta Regional: Dona Tota e o Menino Mágico, de Adriana Meirelles
18:30:
Documentário: Lixo Extraordinário, de Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley
20:30:
Curta Nacional: Ensolarado, de Ricardo Targino
20:30:
Curta Nacional: Retrovisor, de Eliane Coster
21:00:
Ficção: Bróder, de Jéferson De

________________________________________


quinta-feira, dia 22 de julho


19:00:
Cerimônia de Encerramento: exibição do longa-metragem 400 contra 1- Uma História do Crime Organizado, de Caco Souza

Origem: http://www.culturapaulinia.com.br/festival_agenda.php



sábado, 10 de julho de 2010

Anima Mundi 2010



18º ANIMA MUNDI REFLETE A MAIORIDADE DO MERCADO DE ANIMAÇÃO NACIONAL

Evento reúne 452 filmes, oficinas gratuitas e debates

entre 16 de julho e 1 de agosto, no Rio e em São Paulo

Ao completar 18 anos, pode-se dizer que o Anima Mundi chega à maioridade comemorando a expansão do mercado brasileiro de animação. As mais de 300 inscrições de filmes brasileiros este ano, os longas em produção e as séries para a TV em pleno desenvolvimento podem atestar a efervescência do setor. Responsável direto por toda esta revolução na área, oAnima Mundi - criado em 1993 pelos animadores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães - deixou de ser apenas uma vitrine de exibição de curtas e longas-metragens para se tornar uma verdadeira plataforma de difusão, debate e fomento ao setor no país.

Um dos três maiores eventos de animação do mundo e o maior do hemisfério sul, o Anima Mundi já exibiu 5.927 filmes e levou quase 1 milhão de espectadores às salas de cinema, oficinas, debates e workshops que promoveu. A longevidade do festival é garantida pelo patrocínio da Petrobras, parceira do evento há 13 anos, e também pelo Banco do Brasil e aOi.

O Anima Mundi 2010 acontece de 16 a 25 de julho no Rio de Janeiro (Centro Cultural Banco do Brasil, Casa França-Brasil, Centro Cultural Correios, Praça Animada, Odeon BR, Oi Futuro (Ipanema e Flamengo) e Arteplex) e de 28 de julho a 1 de agosto em São Paulo, no Memorial da América Latina e no CCBB-SP. Para esta edição, os diretores receberam mais de1500 inscrições e selecionaram 452 filmes, de lugares como França, Alemanha, Austrália, Israel, Polônia, Argentina, Taiwan, Letônia, Coréia do Sul, Finlândia, Rússia, Singapura e China, além da estreante República da Macedônia. O país com maior número de obras é oBrasil, com 108 títulos.

No festival, enquanto crianças e adultos aprendem os primeiros passos de variadas técnicas de animação (stop-motion, desenho, pixilation, película) nas concorridas oficinas gratuitas, os animadores profissionais vão se reunir para a quinta edição do Anima Forum. Ao todo, serão quatro mesas de debate - entre 20 e 23 de julho, no Rio de Janeiro - com temas como séries para a televisão, o treinamento de animadores e a produção em 3D no Brasil.

Os pioneiros e hoje tradicionais concursos online Anima Web e Anima Celular estão agora unificados em um só. O Anima Mundi Web & Cel tem duas categorias este ano: 'Tema geral' e '18 anos'. O artista escolhido para assinar o cartaz, a logo e toda a programação visual desta edição é o animador brasileiro Alê Abreu, presença constante no Anima Mundi, onde também lançou seu primeiro longa-metragem, 'O Garoto Cósmico', em 2007.

'Bob Esponja', 'A Noiva Cadáver' e 'Tyger'

A edição 2010 do Anima Mundi vai trazer ao Brasil Stephen Hillenburg, criador do personagem-fenômeno Bob Esponja, exibido em dezenas de países e responsável por movimentar milhões de dólares com direitos e licenciamentos mundo afora. Ele contará um pouco da história da animação - criada de forma despretensiosa por ele, um ex-professor de Biologia Marinha - e exibirá vídeos exclusivos do personagem.

Além de apresentar um Papo Animado - onde mostrará parte de sua obra e responderá a perguntas dos fãs -, Hillenburg é também o convidado de honra do V Anima Forum.

A cada edição, o Anima Forum vem ampliando seu espectro de discussão. Este ano, serão debatidas propostas para a formação de profissionais brasileiros, a produção de animação em 3D estereoscópio e o ensino em algumas das melhores escolas internacionais.

Além destes painéis e palestras, três Master Classes inauguram um formato inédito no festival, com aulas de profissionais conhecidos internacionalmente, todas abertas ao público pagante. Para inscrições e informações, os interessados devem acessar:http://www.animamundi.com.br/pt/forum.

Jordi Grangel, co-diretor do estúdio Grangel, em Barcelona, dará uma Master Class sobre a criação de personagens, adereços, figurinos, cenários e esculturas de um de seus trabalhos mais celebrados, o longa 'A Noiva Cadáver', dirigido pelo americano Tim Burton. O técnico de som canadense Andy Malcom vem dividir com o público brasileiro as suas quatro décadas de experiência. Em uma apresentação interativa, ele vai convidar a plateia a participar do processo de criação de sons para uma animação.

O brasileiro Guilherme Marcondes, diretor do bem-sucedido 'Tyger', sucesso na edição 2006 do festival, completa a trinca de 'professores' da Master Class. Além deste encontro,Guilherme dará uma Papo Animado, em que exibirá parte de sua produção e responderá a perguntas do público.

África do Sul, Escolas de animação, Cordell Barker e Daniel Greaves

Dois premiados animadores internacionais completam a lista de convidados especiais para osPapos Animados deste ano. O inglês Daniel Greaves, dono de um Oscar e de um Cartoon D'Or em Cannes, se consagrou pela mistura de variadas técnicas em filmes como 'Manipulation' (1992) e 'Flatworld' (1997). Já o canadense Cordell Barker também acumula dezenas de prêmios e vai exibir seu mais novo filme, 'Runaway' (2009), laureado recentemente nos festivais de Cannes e Annecy. Como é de praxe, eles vão falar sobre suas trajetórias e terão direito a uma sessão com retrospectiva de sua obra.

Outra sessão especial que promete chamar a atenção é a Mostra África do Sul, um panorama do pouco conhecido cinema de animação do país. Ao todo, serão 28 filmes de técnicas e gêneros variados, incluindo documentários, filmes experimentais e os de narrativa mais convencional. Entre os diretores, se destacam nomes como Willian Kentridge ('History of the main complaint') e Brent Dawes ('Because you're gorgeous').

Tópico de discussão no V Anima Forum, algumas das melhores escolas de animação do mundo também estarão presentes com a Mostra Escolas de Animação. A americanaCalArts (California Institute of the Arts), fundada por Walt Disney, a francesa Gobelins e a argentina UBA (Universidad de Buenos Aires) ganharão uma retrospectiva de seus melhores trabalhos. Representantes das três escolas vão compor uma das mesas do Anima Forumpara explicar um pouco de seu funcionamento.

A Mostra da CalArts, por exemplo, traz os primeiros filmes que diretores hoje consagrados na indústria fizeram quando estudavam na escola - entre eles John Lasseter ('Toy Story'), Eric Darnell ('Madagascar') e Henri Selick ('O Estranho Mundo de Jack' e 'Coraline').

'Meu Malvado Favorito', Oficina de Grafite, 18 filmes

No embalo do debate sobre a produção em 3D estereoscópio, o festival promove a pré-estreia nacional de 'Meu Malvado Favorito', primeiro longa de um grande estúdio americano inteiramente animado na França. Dirigido por Pierre Coffin e Chris Renaud, o filme terá uma cópia dublada exibida nas salas 3D Arteplex (Rio e São Paulo).

Sempre procurando inovação, o Anima Mundi convidou o Estúdio Mamemu para fazer demonstrações com animação de grafite e sticker animation, no Oi Futuro do Flamengo. O público poderá interagir no cenário grafitado, onde será feita uma oficina especial de pixilation. No CCBB, também acontecem novidades na oficina de pixilation: cenas de animação serão projetadas no cenário, em composição com o movimento feito pelos participantes. Ideia bem-sucedida nas últimas duas edições do evento, a Galeria Animada está de volta - desta vez no Centro Cultural Correios - para exibir filmes experimentais e inovadores. Ainda para celebrar seus 18 anos, o Anima Mundi promoveu em seu site (www.animamundi.com.br) uma enquete para eleger os melhores filmes já exibidos na história do evento, na opinião dos espectadores. Os vencedores estão também em uma sessão especial, com direito a curtas assinados por Alexander Petrov ('O Velho e o Mar'),Bill Plympton ('Guide Dog'), Andréas Hykade ('Rings of Fire'), Cordell Barker ('The Cat came back') e Juan Pablo Zaramella ('Lapsus').

Texto retirado: http://www.animamundi.com.br/pt/festival/imprensa/press-release:464.html